segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Acertar o relógio

Nos relógios de alguns adeptos leoninos...faltavam 5 para o título. Na verdade falta bem mais. estamos a ainda nos "...e picos", tendo o nosso ponteiro de fazer uma grande viagem pelo mostrador de uma equipa que parece mais do que foi frente ao paelleiros de Valência e menos do que foi frente aos bólides de Turim.

É hora de arregaçar a tomatada e coçar bem o escroto. Foram 3 na peida...e bem dados. Pusémo-nos de cu espetado para cima a olhar para um adversário que pegou lá atrás, onde a coisa ainda tem muito por agarrar. Para não lhe tomarmos o gosto e virar o veado que fomos nas últimas duas épocas, há que engrossar a voz e arrear no próximo adversário com pujança.

Analisar a forma de como fomos "comidos" selvaticamente no banho (táctico) "turco", não interessa para nada e para mim a melhor forma de não chegarmos à fase Hello Kitty é vestir as ceroulas do Lidl, deixar crescer o bigode e por o fato de macaco, aquele bem sujo de óleo. O próximo adversário talvez não nos ache tão apetecíveis para um bom "rodeo" de começo de época.

Deixemos de paneleirices de passes de primeira e bolas altas e curvas para lateralizar o jogo, o Domingos que explique ao Rinaudo como um trinco deve jogar com uma defesa alta e frente a um adversário de contenção europeia, o Schaars que deixe de merdas de andar à procura da bola, o Capel e o Izma que corram em vez de esperar as bolas curtinhas no pé, os centrais que conversem com os laterais para decidirem quem marca quem. O traje de gala ficou muito "largo" e o Valência coube "todo lá dentro". O fato de macaco tem a vantagem de ter poucas aberturas e assentará melhor a uma equipa que ainda pouco se reconhece em campo.

A hora é de trabalho, o máquina não tem instruções e as peças estão todas por encaixar. A ser verdade que vamos receber um carreto Jeffren, será sinónimo de velocidade. Capel (em forma) e Jeffren nas alas será meio caminho para deixarmos de ver aqueles remates tontos de Postiga e Djaló. Secalhar Bojinov na frente sozinho com Fernandez a distribuir, com os 2 espanhóis nas alas era uma experiência porreira de fazer. Desculpem-me os adeptos do russo, mas o Izma ainda não está nem meio maduro para poder entrar em campo.

Tá na hora...acertem os relógios.

1 comentário:

  1. Sem tirar nem por, uma posta bem temperada esta (tal como as outras). Continua assim sem rodeios, a dizer das boas mas sempre com esse tempero que até faz crescer cabelos no peito.

    ResponderEliminar